Dedetizadora Dedetização São Paulo - SP

Dedetizadora em São Paulo

Dedetizadora São Paulo - SP

Dedetizadora  possui equipes emergenciais para atender a cidade de São Paulo/SP ,, com equipes treinadas para solucionar qualquer problema de desinsetizaçãodescupinização e desratização.

Telefones - Dedetizadora

Os serviços prestados pela Dedetizadora em Sorocaba são executados com equipamentos modernos, que permitem a segurança e eficiência junto aos nossos clientes.

Procurando uma Dedetizadora em São Paulo / SP ? chame a Dedetizadora .

Desinsetização em São Paulo
Descupinização em São Paulo
Desratização em São Paulo

História de São Paulo

Fundada em 25 de janeiro de 1554 por padres jesuítas, São Paulo, capital do Estado de São Paulo, é a maior e mais populosa cidade do Brasil.

Conhecida como ‘a terra da garoa’, por seu clima ameno e constantes chuvas finas, geralmente no fim da tarde, a cidade possui mais de 10 milhões de habitantes. Muito deles são brasileiros de outros Estados à procura de oportunidades de trabalho. Uma grande parcela também é de descendentes e imigrantes de várias regiões do mundo, como Portugal, Itália, Espanha, Japão, China, entre outros.

São Paulo representa, ainda, mais de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e abriga o maior parque industrial, de construção civil, comercial e dos mais diversos setores de serviços do país.

Mas, por conta da sua grandiosidade, a cidade possui problemas como qualquer outra metrópole. A quantidade elevada de carros, por exemplo, que passa dos seis milhões de unidades, eleva os índices de poluição e acarreta em congestionamentos de vários quilômetros, diariamente, em diferentes regiões.

Para amenizar este impacto negativo no desenvolvimento de São Paulo, os governos municipal, estadual e federal investem pesado em medidas como a construção de novas unidades de metrôs e rodovias, a restrição do tráfego de caminhões em determinados períodos e o famoso rodízio de placas, adotado desde 1996.

Com relação à infra-estrutura urbana, que engloba o acesso aos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto, São Paulo apresenta bons números.

Segundo dados da Prefeitura Municipal de São Paulo, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a cidade oferece abastecimento de água potável para, praticamente, 100% da população. E o acesso à rede de tratamento de esgoto está presente em aproximadamente 96% das residências da cidade.

Museu de Arte Moderna de São Paulo
O Museu de Arte Moderna de São Paulo inscreve-se na história cultural da América Latina como um dos primeiros museus de arte moderna do continente.  São cerca de 4.000 obras de arte contemporânea brasileira.
Entre pinturas, esculturas, gravuras, fotografias, vídeos, instalações e perfomances, há peças modernas de Candido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral e Victor Brecheret, além de performances de Laura Lima, instalações de Regina Silveira, Nelson Leirner e José Damasceno.

O Museu de Arte Moderna de São Paulo está sediado em uma área privilegiada do Parque do Ibirapuera, integrando a estrutura paisagística e arquitetônica projetada por Oscar Niemeyer. O prédio, desenhado por Lina Bo Bardi, foi construído sob a marquise do parque por ocasião da 5ª Bienal de São Paulo, em 1959.

O edifício possui duas galerias de exposição, auditório, ateliê, loja e restaurante.

MAM
Parque do Ibirapuera, portão 3 - s/nº
São Paulo - SP - Brasil
04094-000
Tel.: (11) 5549-9688
Fax: (11) 5549-2342

Avenida Paulista
A famosa Avenida Paulista se tornou ícone máximo dos paulistanos. Como um dos pontos turísticos mais característicos da cidade, sua grandiosidade diferencia São Paulo das outras cidades do Brasil e do mundo.

Difícil é imaginar que a região, em meados de 1782, era apenas uma grande floresta, chamada pelos índios de Caaguaçu (em tupi “mato grande”). Era ali, atravessando o sítio do Capão, que a estrada da Real Grandeza cortava a vegetação grossa por uma pequena trilha. Quando o engenheiro uruguaio Joaquim Eugênio Borges, juntamente com dois sócios, compraram a área, começaram a trabalhar na sua urbanização de forma inovadora, criando grandes lotes residenciais. Em 8 de dezembro de 1891, foi inaugurada a primeira via a ser asfaltada e a primeira a ser arborizada. A população da cidade não passava de cem mil habitantes quando se fez a Avenida Paulista.

Seu desenvolvimento prosseguiu com a inauguração do Parque Villon, em 1892. Anos mais tarde o nome do parque foi mudado para Siqueira Campos e em seguida Parque Trianon, como permanece até hoje. Sua área verde é remanescente da Mata Atlântica, possuiu espécies nativas e diversas esculturas.

Em 1903, empresários paulistas fundaram o Instituto Pasteur de São Paulo. Direcionado para a pesquisa do vírus rábico, desde o início,esta instalado no mesmo edifico. O Sanatório Santa Catarina, primeiro hospital particular da cidade, foi construído em 1906. Atualmente, a região abrange um dos maiores complexo hospitalares do mundo.

Na década de 50, as construções residenciais, com seus estilos variados, começaram a ceder lugar aos edifícios comerciais. Um dos marcos da arquitetura moderna foi a inauguração do Conjunto Nacional, em 1956.

A região atraiu muitos investimentos por estar bem localizada e por possuir grande infra-estrutura. Todo esse interesse consolidou a Avenida como o maior centro empresarial da América Latina. Por causa da grande quantidade de sedes de empresas, bancos e hotéis, a Paulista recebe milhares de turistas de negócios todos os dias.

Além da vocação econômica, a Avenida oferece uma rica variedade de programas culturais. O Masp - Museu de Arte Moderna Assis Chateaubriand - inaugurado em 1968, possui o acervo da arte ocidental mais significativa dos países latinos. A Casa das Rosas foi concebida em 1953 por Ramos de Azevedo nos padrões do classicismo francês. A galeria de arte hoje é tombada por seu valor histórico. Essas pérolas culturais e tantos outros cinemas, teatros, centros culturais e cafés instalados na Paulista garantem um passeio repleto de opções. As pessoas que circulam por toda sua extensão de 2,8 quilômetros, tanto utilizando o metrô, como ônibus ou a pé, encontram diversos restaurantes e lanchonetes, conhecem os magníficos prédios e obras que se espalham por ali.

A Associação Paulista Viva foi criada no final da década de 80, com o objetivo de preservar a imagem do símbolo de São Paulo e melhorar a qualidade de vida de todos que freqüentam a mais famosa via da cidade, a Avenida Paulista.

Serviço

PARQUE TENENTE SIQUEIRA CAMPOS - TRIANON
Endereço: Rua Peixoto Gomide, 949 - Cerqueira César - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3289-2160
Horário: De segunda a domingo das 6h às 18h

INSTITUTO PAUSTER
Endereço: Avenida Paulista, 393 - Cerqueira César - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3288-0088

SANATÓRIO SANTA CATARINA
Endereço: Avenida Paulista, 200 - Bela Vista - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3016-4133
Fax: (11) 3016-4413

MASP
Endereço: Avenida Paulista, 1.578 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3251-5644
Horários: Aberto de terça a domingo das 11h às 18h
Ingressos: R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,00 (estudante)
Grátis para menores de 10 e maiores de 60 anos

CASA DAS ROSAS
Endereço: Avenida Paulista, 37 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3285-6986/3288-9447
Horários: Aberto de terça a domingo das 10h às 18h
Visitação gratuita

CONJUNTO NACIONAL
Endereço: Avenida Paulista, 2073 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 3179-0190

Catedral da Sé
Em 1913, deu-se início à construção da Catedral como é hoje, elaborada pelo alemão Maximilian Emil Hehl, professor de Arquitetura da Escola Politécnica. O templo foi inaugurado em 25 de janeiro de1954, na comemoração do 4º Centenário da cidade de São Paulo, ainda sem as duas torres principais.

A primeira versão da Igreja foi instalada ali em 1591, quando o cacique Tibiriçá escolheu o terreno onde seria o primeiro templo da cidade construído em taipa de pilão (parede feita de barro e palha socados estruturados em toras).

Em 1745, a “velha Sé”, como era chamada, foi elevada à categoria de Catedral. Por isso, neste mesmo ano, inicia-se a edificação da segunda matriz da Sé no mesmo local da anterior. Ao lado dela, em meados do século XIII levanta-se a Igreja de São Pedro da Pedra. Em 1911, os dois templos foram demolidos para dar espaço ao alargamento da Praça da Sé e, finalmente, à versão atual da Catedral.

O monumento também teve a sua importância na vida política recente do país. Em tempos de despotismo militar, assumiu o arcebispado D. Agnelo Rossi (1964-1970), inaugurando a fase da teologia da libertação e da opção preferencial pelos pobres. Desde 1970, sobressaiu-se a figura do cardeal arcebispo D. Paulo Evaristo Arns, que dedicou todo o seu tempo e o seu esforço ao combate à ditadura militar, denunciando os crimes, as torturas e cedendo a Sé catedral para as manifestações políticas e ecumênicas pelos desaparecidos políticos e pela anistia. Mobilizou-se por ocasião dos assassinatos do jornalista Vladimir Herzog e do operário Manuel Fiel Filho.

Um dos cinco maiores templos góticos do mundo, a catedral foi reaberta em 2002, depois de três anos de reformas e voltou a ter missas diárias.Além disso, agora há visitas monitoradas aos domingos, das 12h às 13h.

Serviço:

Catedral da Sé
Endereço: Praça da Sé, s/n - Metro Sé
Telefone: (11) 3107-6832
Horários: Durante a semana aberto das 8h às 17h
Missa: 12h
Domingo aberto das 8h as 18h30
Missas: 9h - 11h - 17h

Mercado Municipal
O Mercado mais charmoso de São Paulo

O Mercado Municipal de São Paulo, também conhecido como Mercadão, ou Mercado da Cantareira, é sinônimo de diversidade gastronômica. São cerca de 300 boxes que trazem a melhor qualidade em frutas, verduras, legumes, carnes, peixes, vinhos, temperos e embutidos, além de uma praça de alimentação com bares e restaurantes. Sua riqueza em aromas e sabores, junto com a bagagem histórica e cultural, faz do Mercadão um dos principais pontos turísticos de São Paulo.

O público do Mercadão é muito diversificado, não são apenas os consumidores dos produtos alimentícios oferecidos. Amantes da gastronomia, turistas e diversas pessoas vão ao mercado para saborear os mais tradicionais pratos e quitutes da cidade. O sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau são duas especialidades do Mercado que já viraram referência na culinária paulistana.

História

Quem vai ao Mercado Municipal encontra muito mais do que alimentação e gastronomia. O edifício carrega parte da história de São Paulo, fazendo que a visita também seja cultural. Localizado na região central da capital, o prédio do Mercadão é tombado pelo patrimônio da cidade. Sua construção teve início em 1928, com a intenção de erguer um marco da “metrópole do café” e de substituir o antigo mercado do século XIX. Ele possui 12.600 m² de área e um pé direito que chega a 16 metros de altura. Seu projeto, realizado pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, reúne vários estilos arquitetônicos, utilizando clarabóias e telhas de vidro, para valorizar a iluminação natural. O local escolhido não foi por acaso, ele se encontrava em uma região estratégica, às margens do rio Tamanduateí e próximo à rede ferroviária da época, que facilitava a chegada de mercadorias.

A Revolução Constitucionalista de 1932 impediu a inauguração do Mercado, que ficou pronto no mesmo ano. Durante a revolução, que pretendia derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e promulgar uma nova constituição para o país, o Mercado Municipal foi usado como depósito de armas e munições. Assim, a abertura oficial foi adiada para o ano seguinte, 1933, e a data escolhida foi a do aniversário da cidade, 25 de janeiro.

Reforma

Além dos boxes, os freqüentadores e visitantes contam com a praça de alimentação, localizada no mezanino do mercado. Este local foi construído em 2004, quando o Mercadão passou por sua maior reforma. Dois anos depois, o mezanino começou a atrair cada vez mais chefs de cozinha e entusiastas da culinária com a construção da Cozinha Mercado Gourmet, um local moderno e equipado para aulas de gastronomia. Desde então, ela abriga cursos de culinária, projetos gastronômicos e eventos do Mercadão, contribuindo ainda mais para a alimentação e cultura da cidade.

Serviço:

Mercado Municipal
Horário de Funcionamento: Segunda a Sábado: 06h00 as 18h00 – Domingo: 06h00 as 16h00
Rua Rua da Cantareira, 306, tel. 3313-2444 – ramal 21
Próximo à Rua 25 de Março e ao Metrô São Bento

Procurando uma Dedetizadora em São Paulo ? chame a Dedetizadora .